Uma campanha no Facebook com público semelhante é uma maneira de alcançar novas pessoas propensas a se interessarem pela sua marca por serem semelhantes aos seus melhores clientes existentes.

Com cada vez mais adeptos e repletas de informações, as redes sociais são riquíssimos canais de audiência para empresas de todos os portes e, saber utilizá-las em suas estratégias de marketing digital é o caminho para atingir o público certo, na hora certa, ou seja, impactar sua audiência ideal.

O que é público semelhante no Facebook?

A plataforma de anúncios do Facebook disponibiliza diversos tipos de público, sendo que você pode criar seu próprio através da opção público personalizado, subir listas de públicos e, a partir destas configurações, criar um público semelhante, ou lookalike, com objetivo de alcançar ainda mais pessoas de perfis parecidos com estes públicos criados. Este último, consiste em impactar uma audiência com perfil próximo a quem já interagiu com seus anúncios e quem se encarrega de buscar estas pessoas é o algoritmo do Facebook, comparando, em frações de segundos, inúmeros perfis para identificar o potencial deles para sua marca.
São mais de 130 milhões de usuários no Brasil, então fica fácil encontrar oportunidades para sua marca, ou seja, com certeza seu público estará lá e o lookalike pode ajudar a chegar até eles. 

“Usar uma audiência de público lookalike nas campanhas de Facebook Ads é uma forma eficiente de não saturar seu público e ainda alcançar um público novo, com grande possibilidade de que ele tenha identificação com a sua marca, claro, com as configurações corretas”, afirma Luana Fernandes, sócia e diretora de criação da Solare. 

Como fazer uma campanha com público lookalike no Facebook?

Para criar um público semelhante no Facebook, é necessário escolher um público personalizado, que pode ser um público já salvo de alguma campanha existente ou uma lista de clientes carregada na conta de anúncios, por exemplo. 

É possível escolher o tamanho do público semelhante no Facebook, sendo que os menores são mais próximos das características do público de origem e os mais amplos, apesar de alcançarem mais pessoas, reduz a chance de similaridade com o público personalizado original.

Para ter um público semelhante no Facebook, é preciso contar com alguns recursos para conseguir um cruzamento de dados:

Lista de e-mails: Ter uma lista de clientes com seus respectivos e-mails é de grande ajuda para definir audiência lookalike. É uma boa estratégia usar uma lista de clientes que já compraram da sua marca, por exemplo.

Público personalizado: É o público configurado e salvo direto na ferramenta e em alguma campanha anterior criada. É importante usar públicos personalizados de campanhas que obtiveram retornos positivos para sua estratégia. 

Curtidas na página: É possível utilizar os usuários que já curtiram sua página ou até mesmo de um concorrente, selecionando a página desejada. Pode funcionar bem quando as interações são orgânicas, ou seja, de usuários que realmente se interessaram pela sua marca. 

Facebook Pixel: Este é um dos pontos mais importantes, pois é o pixel que vai rastrear todo o comportamento do consumidor, obtendo informações relevantes para oportunidades. é uma forma de atingir um público semelhante ao que visitou seu site, por exemplo. 

Nota!

Não é necessário usar todos os recursos de uma vez em uma mesma estratégia, mas todos são pontos importantes para obter o cruzamento de perfis. 

Para criar o público semelhante no Facebook é simples: 

Em seu gerenciador, clique no menu suspenso e acesse “Públicos”, em seguida criar Públicos Personalizados. 

Será necessário escolher seu público original em “Selecionar fonte semelhante”. Caso não tenha um, poderá criá-lo.

Após, escolher a localização. Esta etapa é importante para filtrar um pouco mais e ser mais assertivo, pois em seu público original, podem ter pessoas de localizações que não são interessantes para sua marca, que chegaram ao seu anúncio de forma orgânica ao ver um amigo interagindo com ele, por exemplo. 

E por último, selecionar o tamanho do público, variando de 1% a 10% da fonte semelhante, sendo que quanto maior, mais amplo e menos próximo da fonte será.

Dê um nome a este público e clique em criar. 

3 erros para não cometer ao fazer campanha de público semelhante no Facebook

Saber que pode alcançar mais e mais pessoas dentro do perfil pode ser tentador. Mas existem alguns erros que são facilmente cometidos e que podem arruinar sua estratégia de lookalike e principalmente arruinar seu orçamento! 

Confira:

1- Usar público de fontes erradas

Usar uma lista de e-mails muito ampla, sem filtragem, ou público personalizado de uma campanha que não deu certo, é atingir um novo público ainda mais errado. O ideal é mensurar gastos, anúncios, resposta do público, rejeição, resultados e principalmente o retorno sobre investimento. Quanto esta campanha retornou o orçamento gasto. Se chegou próximo dos seus objetivos, aí sim é hora de criar um público semelhante e ter mais alcance, mais oportunidades. 

2- Selecionar tamanho de público maior que 3%

Mais uma tentação: querer atingir muitas pessoas. Quanto maior o tamanho do público lookalike ao criá-lo, mais distante do perfil ideal estas pessoas estarão. Mais próximo de 1% semelhante consiste em o Facebook buscar pessoas mais identificáveis ao perfil do público personalizado, ou seja, original.  

3- Restringir muito o público na campanha

Seu público semelhante no Facebook já é filtrado, ao usá-lo em uma campanha, evite filtrar ainda mais nas configurações de público, isso pode restringir muito o alcance. O ideal é limitar a localização, porém outros filtros, como interesses, pode limitar demais, reduzir o público e não resultar no alcance esperado. 

A Solare é uma empresa de marketing digital, aceleradora de negócios, com foco em desempenho e resultados. Quer acelerar com a gente? Entre em contato e veja nossas soluções para sua marca decolar na internet!