Anúncios em vídeo é uma crescente no marketing digital e anunciar no YouTube é uma excelente oportunidade de prender a atenção do seu público no momento do interesse dele, ou seja, envolvendo de maneira eficiente. 

Anunciar no YouTube é simples e intuitivo e as campanhas devem ser configuradas na plataforma Google Ads, que é onde você poderá gerenciar e analisar os resultados também. 

Vamos entender melhor as possibilidades e formatos?

Meta

Os objetivos de marketing, ou metas, são variadas e você pode escolher a que mais se adequa a sua estratégia, sendo vendas, leads, tráfego do site, consideração do produto e marca ou alcance e reconhecimento de marca, porém não são todos os formatos que permitem usar todas as metas.

Tipos de formatos de anúncio em vídeo

São diversos formatos possíveis para anunciar no YouTube e em sites parceiros de vídeo, sendo eles:

In-stream puláveis – Exibidos antes, durante ou após outros vídeos, sendo que depois de 5 segundos, o espectador tem a opção de pular e não terminar de ver o anúncio.

In-stream não puláveis – Com duração de 15 segundos, são exibidos antes, durante ou depois de outros vídeos, sem que o espectador consiga pulá-lo.

Discovery – Imagem em miniatura do seu anúncio em vídeo com texto. Aparece nos resultados de pesquisa, em vídeos relacionados ou na página inicial para dispositivos móveis, convidando o usuário a clicar e assistir ao vídeo.

Bumper – Anúncio de no máximo 6 segundos de duração, exibido antes, durante ou depois de outros vídeos, sem opção de pulá-lo.

Out-stream – Exibido apenas em dispositivos móveis, sites e app parceiros, aparecem em banners, feed, modo retrato, tela cheia, entre outros e iniciam com som desligado e o espectador pode tocar nele para ativar o áudio.

Orçamentos e cobranças

Os orçamentos podem ser diários ou por campanha, ou seja, o gasto total durante a campanha ativa. 

Já as cobranças por ações nos anúncios dependem do tipo de formato. Anúncios in-stream puláveis, por exemplo, podem ser cobrados por Custo por Visualização (CPV), sendo que só é cobrado quando o espectador assiste por no mínimo 30 segundos ou interage com o anúncio, como clicando nele. Já anúncios bumper usam lances de Custo por Mil (CPM), assim você paga sempre que o anúncio é exibido. 

Público, palavras-chave e canais

Aqui é onde começa a configuração do direcionamento do público e interessados em sua marca.
É possível definir o público escolhendo informações demográficas, como localização, idade e sexo. 

Após, é necessário selecionar palavras-chave, tópicos e canais onde seus anúncios deverão ser exibidos, tudo baseado no seu objetivo, no tema do vídeo e no público que você quer atingir. 

Título e call-to-action

Um título chamativo é o convite para seu anúncio em vídeo ser assistido e clicado. Foque no problema e na solução do seu potencial cliente, assim ele terá curiosidade e interesse em ver o discurso da sua marca. 

O call-to-action, ou chamada para ação, incentiva o espectador a interagir com seu anúncio, como clicar para ser direcionado ao seu site, por isso é tão importante usá-lo. 

Tem alguma dúvida de como anunciar no YouTube e usar o marketing em vídeo na estratégia da sua marca? Fale com a gente! Somos especialistas em compra de mídia e marketing digital de performance.