Já parou para pensar em quais são os maiores desafios de trabalhar com Marketing Digital? Talvez o primeiro que te venha à cabeça seja a transformação que seu ambiente de atuação (Internet) sofre todos os dias – e se esse foi o seu palpite, acertou! As mídias digitais estão em constante evolução e, consequentemente, a forma como entendemos e fazemos o marketing nessas plataformas também se inova, aperfeiçoa e adapta com o tempo. Sabendo disso, hoje vamos falar sobre os 5 maiores obstáculos do marketing digital que costumam aparecer nesse cenário de mudanças e como você pode superá-los para aproveitar tudo o que ele tem a oferecer!

5 maiores obstáculos do marketing

  • Princípios mal definidos

Alguns elementos-chave precisam estar mais do que claros para toda a equipe de Marketing Digital antes de começar a trabalhar. Como escrever conteúdos sem saber o perfil do público? Como definir etapas de conversão sem conhecer o caminho que um consumidor percorre? Como saber se um lead está qualificado para vendas sem ter um registro de seu progresso no funil? E as provocações continuam, afinal, como aplicar uma estratégia sem saber quem queremos alcançar? Para evitar esse problema e o desperdício de recursos, tenha o cuidado de:

  • Criar uma persona: Não basta ter uma planilha cheia de informações desconectadas entre si sobre o seu público-alvo ou perfil do consumidor padrão. No Marketing Digital nós falamos com pessoas! Por isso, criar um personagem semi-fictício que representa seu público é a melhor opção para garantir a criação de conteúdos, métricas e análises que, de fato, se concentrem naquilo que seus leads querem, buscam e precisam.
  • Desenhar a jornada de compra: Entender os passos que uma pessoa precisa dar para passar da fase de descoberta ao reconhecimento do problema, depois para a avaliação de opções e, por fim, chegar à compra; é mais do que importante, é essencial! A jornada de compra mostra o quê, quando e por quê oferecer ao lead para ajudá-lo a se preparar para a abordagem de vendas – e está diretamente ligado ao próximo item dessa lista.
  • Reconhecer as levantadas de mão:  O que você faz quando um lead clica no botão “quero falar com um representante” ou ação semelhante? Entra em pânico ou ignora? Qualquer uma dessas é a opção errada! O time de Marketing precisa criar caminhos para que o público possa demonstrar seu desejo de conhecer mais sobre o produto ou empresa e o time de Vendas deve estar pronto para recebê-los assim que manifestam interesse, dentro de um tempo hábil e estratégico.
  • Determine o MQL: Chamamos por essa sigla os leads que forma qualificados pelo time de Marketing, isso é, que não demonstraram um interesse ativo na abordagem de vendas, mas, que pelo seu histórico de engajamento com os conteúdos (em uma cascata de aprofundamento) parecem estar prontos para receber um contato – mesmo que não sinalizem isso. Em conjunto com o time de Vendas, os marqueteiros devem definir quais são os pontos de virada para chamar um lead de MQL ou não. Por falar nisso…
  • Falta de harmonia com Vendas

Entenda: o time de Marketing e o time de Vendas não são inimigos ou competidores jogando em times diferentes para ganhar uma partida. Pelo contrário! Esse é um dos obstáculos do marketing mais comuns: ter um bom alinhamento entre o planejamento do Marketing e as ações de Vendas. Isso não significa que temos que juntar os dois times em um só e sim fazê-los trabalhar em parceria, para ter um melhor aproveitamento de oportunidades, reação mais rápida às mudanças do mercado, comunicação fluída, clima organizacional mais leve e um retorno sobre investimento maior, Ambos os lados só têm a ganhar!

Aqui entra um “sub-problema” também muito comum: separar as metas desses dois times. Se uma das partes utilizar métricas objetivas e a outra não souber explicar o ROI que está gerando, teremos um grande problema, não só de comunicação, mas de produtividade! Estabelecer uma linguagem e definições compartilhadas, bem como um fluxo de alinhamentos e metas conjuntas, pautadas nos objetivos da empresa, é a melhor forma de garantir essa sinergia e tomada de responsabilidade.

  • Não praticar feedback

Totalmente relacionado ao item anterior, esse obstáculo de marketing se refere à falta de uma boa comunicação entre colaboradores – seja liderança com equipe, colaboradores de um mesmo time, ou de times diferentes. É importante que a troca de informações se torne um processo natural entre Marketing e Vendas (bem como entre todas as áreas do negócio), informando os pontos de contato do lead, suas conversões, informações sobre perfil, escala de abordagem, status de negociação, ciclo de venda; e tantos outros detalhes que podem ajudar ambos os lados a aperfeiçoarem sua estratégia. Portanto, crie o hábito de reportar suas impressões com frequência e veja os resultados!

  • Ausência de formalização dos deveres

Por mais que sempre desejamos contar com o comprometimento dos outros, quando se trata do compartilhamento de responsabilidades é essencial ter um documento de formalização do que foi acordado. Sim, estamos falando sobre estabelecer um “contrato” entre o time de Marketing e Vendas, registrando por escrito qual é o papel de cada um nessa jornada conjunta! Chamamos esse acordo de SLA (Service Level Agreement ou Acordo de Nível de Serviço) e nele definimos os direitos e deveres de cada equipe. Entrega de leads qualificados, contactação de MQLs em tempo praticável, nível de insistência em cada lead, campanhas que estão programadas e vão gerar novos leads, volume de oportunidades de negócio por cada tipo de conversão, informações que determinam o perfil de um MQL; tudo isso deve estar devidamente registrado no documento e assinado. Assim garantimos o crescimento conjunto não apenas desses dois times, mas de toda a empresa!

  • Não ter conteúdo de qualidade

Não basta oferecer uma solução para o problema do público, é necessário fornecer também informações para que o lead aprenda sobre sua própria situação. É muito mais provável que alguém digite “melhores lugares para morar no ABC paulista” nos mecanismos de busca do que “preço casas no ABC” quando está começando a pensar em se mudar, por exemplo. Ao entrar em seu site, redes sociais ou blog, o lead precisa encontrar conteúdo qualificado, isso é, que tire suas dúvidas, eduque, ensine e aprofunde o interesse pelo seu tipo de serviço/produto. Para isso, foque em produzir textos e outros materiais que falem sobre o problema e não somente sobre sua empresa!

Também é esse conteúdo que vai ajudar a deixar sua empresa em melhores colocações nos rankings de resultados das ferramentas de pesquisa. O Google, por exemplo, ao constatar que os textos do seu blog corporativo respondem bem às dúvidas dos usuários, elencará esses artigos nas primeiras páginas dos resultados, tornando mais fácil o acesso ao seu site e maior a sua visibilidade enquanto referência (tanto de informação quanto de soluções). Você só tem a ganhar!

Conclusão

Você deve ter percebido que a maioria dos itens citados aqui como obstáculos do marketing se tratam de peças básicas para o seu planejamento funcionar. Uma vez bem estruturados, esses recursos podem auxiliar nos – e impulsionar os – resultados da sua estratégia de marketing digital! Para além do que já citamos, recomendamos também conhecer bem os principais KPIs da área, pesquisar sobre os termos mais utilizados, conhecer as ferramentas mais usadas e outros elementos do cotidiano de quem atua com performance em mídias online.

Se quiser saber mais sobre como essa e outras estratégias de marketing digital funcionam, você pode entrar em contato com a Solare Interativa, empresa focada em gestão de marca e campanhas de performance, através do formulário abaixo: