A partir deste mês, o Facebook permitirá que veículos de imprensa criem serviços de assinatura dentro de uma rede social em aplicativos de sistemas operacionais da Apple, iOS. Primeiramente funcionará como um teste, nos mesmos moldes que ocorreram desde outubro de 2017, no Android.

A iniciativa só acontecerá este mês porque a Apple se opunha a abrir mão de uma porcentagem do dinheiro arrecadado com as assinaturas feitas em seus aparelhos. A taxa poderá chegar até 30% da receita mensal de serviços com sistemas de assinatura, e, o objetivo do Facebook  é repassar todo o dinheiro aos veículos de imprensa. A diretora de parcerias do Facebook com a mídia, Campbell Brown, afirmou que a divergência entre a Apple e o Facebook foi resolvida, e por isso os testes no iOS começarão este mês.

Esse sistema criado pelo Facebook permite que publicadores de notícias apliquem uma camada de “paywall” às notícias publicadas por eles na rede social, ou seja, um modelo de assinaturas em que leitores podem ler apenas de cinco a dez artigos por mês, e ao atingir, só continuam a ler se optarem por virarem assinantes. Diversos  veículos de mídia, de jornais a revistas já são adeptos a esse modelo, no Brasil e no mundo.  

A diretora de parcerias com a mídia do Facebook também anunciou que os vídeos jornalísticos ganharão um novo espaço na sessão de vídeo da rede social. A Watch será destinada aos vídeos jornalísticos e poderá ser usada por veículos de mídia para publicar notícias urgentes.

Fonte