O Brasil teve um faturamento de aproximadamente R$ 39 bilhões em e-commerce no ano de 2014, mas apesar dos números estrondosos no ambiente virtual, a estratégia do marketing online pode ser a porta principal de entrada para sua loja física.

O que conecta o mundo digital às lojas físicas é o uso bem direcionado de marketing de conteúdo, que tende a captar clientes novos, fidelizar os atuais e proporcionar uma ascensão no faturamento. Isso é possível oferecendo conteúdo útil, de fácil acesso e que seja do interesse do seu target no momento em que ele buscar seu produto ou serviço no Google, por exemplo.
No comportamento atual dos consumidores, é provável que antes dele ir ao seu estabelecimento comercial tenha pesquisado na internet informações determinantes, como por exemplo horário de funcionamento, especificações do produto, melhor preço e forma de pagamento, para que não corra o risco de ir embora frustrado por não ter suas expectativas correspondidas.

screen_shot_2017-05-04_at_1.48.43_pm

Um estudo comportamental do Google afirma que 64% dos consumidores utilizam uma ferramenta de busca na internet antes de visitar a loja física.

Vamos supor que sua loja venda calçados. O consumidor pode achar muito arriscado fazer um pedido pela internet sem antes ter provado o calçado, visto de perto o tipo de tecido, a resistência do material, o conforto e outros itens importantes para uma decisão de compra. O ambiente virtual ajuda este consumidor a pesquisar preços, modelos, formas de pagamento e localização da loja física e, se sua estratégia de makerting estiver “bala na agulha”, é na sua loja física que ele vai concretizar a compra.

O marketing online também pode – e DEVE! – aproveitar a presença do consumidor em plataforma mobile, pois os smartphones estão se tornando cada vez mais importantes durante a jornada de compras.

screen_shot_2017-05-04_at_1.51.50_pm

Para auxiliar nas compras das lojas físicas, sites com versão mobile, anúncios móveis e aplicativos, incluindo da sua própria marca, ajudam seus produtos a se conectarem com pessoas que estão próximas ou até mesmo dentro do seu estabelecimento.

Um exemplo é o aplicativo das lojas Renner, onde a consumidora pode conferir os lançamentos, ver as tendências, acompanhar dicas, procurar a loja mais próxima através de um mapa e até mesmo criar uma agenda de compromissos, tudo interligado com o site onde a consumidora pode obter ainda mais informações.

Já o Facebook, não precisa nem dizer que cria um relacionamento praticamente de amizade com o consumidor, além de informar, engajar e fidelizar os “fãs” da sua marca, tendo um poder de persuasão tanto no on como no offline.

Para que os dois ambientes sejam complemento um do outro, é necessário ficar atento à estratégia de marketing, como direcionamento de tráfego, engajamento, personalização e conteúdo relevante.

O resultado disso: uma marca presente no ambiente online que se transforma em lucro no offline.